Campus São Gabriel cria seu NEABI

No dia 4 de julho (terça-feira), o Campus São Gabriel da Unipampa realiza o ato de criação do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI), na sala de reuniões da sede administrativa, situada na Av. Antônio Trilha, nº 1847, em São Gabriel/RS.

Maiores informações:
TAE – Prof. Carlos Garcia – cxaviergarcia368@gmail.com
Docente – Prof. Rafael Cruz – rafaelcabralcruz@gmail.com

Curso de Letras EaD – Institucional e NEABI Jaguarão convidam para 2ª Semana de Estudos Transversais

De 02 a 16 de julho, o Curso de Letras – Português a Distância em parceria com o NEABI Jaguarão ( Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas)  realizam a 2ª Semana de Estudos Transversais “Educação, Histórias e Culturas Indígenas”

PROGRAMAÇÃO: http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/llpead/files/2017/06/2a-semana-de-estudos-tranversais-apresentacao-e-programacao_27-06-2017.pdf

 

Maiores informações:
Campus Alegrete – TAE – Maria Cristina Graeff Wernz – maria.cristinagw@gmail.com
Campus Jaguarão – Prof. Walker Douglas Pincerati – pincerati@gmail.com

 

Unipampa realiza 1º Fórum de Neabis

Por Emanuelle Tronco Bueno

A Universidade Federal do Pampa (Unipampa), através da Coordenadoria de Ações Afirmativas (CAF) promoveu, no dia 17 de maio, o 1º Fórum dos Núcleos de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (Neabis) da Unipampa. O evento, que ocorreu no Salão Nobre da Prefeitura de Bagé, teve abertura realizada pelo reitor da Unipampa, Marco Antonio Fontoura Hansen, que manifestou sua satisfação em se deparar com ações de diversidade.

Durante sua fala, o reitor reiterou a importância dos Neabis, pois “possibilitam uma inclusão de saberes de pessoas diferentes na produção de conhecimento inovador no âmbito de ensino, pesquisa e extensão – a tríade que move nossa Universidade”. Sobre as ações afirmativas, Hansen afirmou que “promovem a equidade e a igualdade de oportunidades no âmbito da universidade, impulsionando o desenvolvimento integral do Brasil”.

A reitoria da Unipampa se posicionou com o objetivo específico de reduzir as desigualdades que ocorrem dentro da instituição. Para isso, a gestão “está em processo de criação de uma comissão que visará estudar a política voltada para prevenção, conscientização e responsabilização referente à violência moral, sexual, étnica-racial, de gênero, contra pessoas com deficiência e violências correlatas”, conclui o reitor.

A Unipampa mantém o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas do Campus Uruguaiana desde 2010. Os Campi JaguarãoItaquiSão Borja e Alegrete estão em fase de regulamentação dos Neabis. BagéSantana do LivramentoSão GabrielDom Pedrito e Caçapava do Sul estão em processo de articulação entre os servidores interessados nos estudos afro-brasileiros e indígenas.

http://novoportal.unipampa.edu.br/novoportal/unipampa-realiza-1o-forum-de-neabis

Primeiro Fórum de Neabis da Unipampa será realizado em maio


A Reitoria, através da Coordenadoria de Ações Afirmativas (CAF), promove o primeiro encontro de integração institucional dos Núcleos de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas, realizando o I Fórum de Neabis da Unipampa no dia 17 de maio, no Salão Nobre da Prefeitura do Município de Bagé.

A Unipampa mantém um Núcleo no Campus de Uruguaiana, desde 2010. Após a aprovação da Resolução 161/2016 que prevê a criação de mais NEABIs na instituição, os campus localizados nas cidades de Jaguarão, Itaqui, São Borja e Alegrete já estão regulamentando seus núcleos.

Os campus de Bagé, Santanta do Livramento, São Gabriel, Dom Pedrito e Caçapava do Sul estão em processo de articulação entre os/as servidores/as interessados/as nos estudos afro-brasileiros e indígenas.

Para maiores informações, entrar em contato com a Coordenadoria de Ações Afirmativas (CAF) da Unipampa, pelo email: caf@unipampa.edu.br