Sant’Ana do Livramento

Histórico

O início do povoamento de Sant’Ana do Livramento foi em 1814, com a doação de sesmarias feitas pelo Marquês de Alegrete. Em 30 de julho de 1823, o lugar passou a se chamar Nossa Senhora do Livramento, e em 1857, elevando a categoria de Vila se desmembrou da cidade de Alegrete.

Sant’Ana do Livramento, é hoje um dos Municípios mais antigos, históricos e de maior em extensão territorial do Estado do Rio Grande do Sul. Faz fronteira com a cidade de Rivera (Uruguai). Duas cidades unidas por uma linha imaginária, que dão uma demostração ao mundo de que a paz é possível, por isso são conhecidas como Fronteira da Paz ou La Mas Hermana de Todas Las Fronteras Del Mundo.

Desenvolvimento Econômico

O Município possui uma história cultural marcante e uma natureza exuberante. Situa-se sobre o famoso “paralelo 31”, com terras e clima propícios para a produção de alimentos, onde se destaca a fruticultura, com ênfase na produção de pêras, pêssegos, uvas viníferas e de mesa, ameixas, moranguinhos, melancia, mamão, melão, entre outras frutíferas. Além da agricultura, desponta significativamente a genética (ovina e bovina) com produção de carne para os principais frigoríficos do Estado. Possui também uma bacia leiteira que tem o potencial de atingir um mínimo de 2 milhões de litros por mês, dada a qualidade dos rebanhos, Jersey e Holandês existentes no Município.

Fonte: http://porteiras.unipampa.edu.br/livramento/index.php?option=com_content&view=article&id=49&Itemid=58